Mulher
  • Contraceção de Emergência – Quando os outros métodos falham
    A maior parte das mulheres, desde que sexualmente ativa, pode engravidar.
  • Como funciona a pílula?
    A pílula é um método contracetivo oral que, quando tomada corretamente, apresenta um elevado grau de eficácia. Além do mais, pode ajudá-la a regular os ciclos menstruais e diminuir as cólicas e o fluxo menstrual (quantidade de menstruação).
  • Proteção para todos os gostos
    Numa vida sexualmente ativa e responsável, o preservativo desempenha um papel fundamental.
  • Síndrome Pré-Menstrual – Como aliviar os sintomas?
    Dor de cabeça, cansaço, alterações de humor, entre outros, “assombram” algumas mulheres nos dias anteriores à menstruação, podendo ser sinais da Síndrome Pré-Menstrual (SPM). Mas não fique assustada, há soluções para ajudar a “afastar” estas situações!
  • O que é a Síndrome Pré-Menstrual?
    A determinada altura do mês sente-se mais cansada e com variações de humor? Isto pode ser indicativo de que o seu período menstrual está a chegar! Se os sintomas que aparecem nos dias anteriores ao seu período menstrual, surgem mês após mês e afetam o seu dia a dia, poderá ter a conhecida síndrome pré-menstrual.
  • Alterações hormonais ao longo do ciclo menstrual -Um “sobe e desce” de emoções
    O ciclo menstrual representa um período, de aproximadamente um mês, em que um óvulo se desenvolve no ovário e ocorre a ovulação. Se este óvulo não for fertilizado (por um espermatozoide) ocorre conhecida menstruação (período menstrual).
  • O que é a Candidíase Vaginal
    A candidíase vaginal é uma infeção ginecológica, provocada por um fungo (Candida albicans). Este fungo normalmente vive na pele e dentro do corpo (boca, garganta, intestino e vagina), sem provocar problemas. Contudo, por vezes, se o ambiente no interior da vagina se alterar de forma a estimular o seu crescimento, este pode multiplicar-se e causar uma infeção.
  • Candidíase Vaginal – Como prevenir e tratar
    O tratamento da candidíase vaginal é recomendado a mulheres e parceiros que também tenham sintomas e é feito com medicamentos antifúngicos, disponíveis na farmácia, sob a forma de creme, comprimido vaginal, óvulo ou por via oral. Os cremes, aplicados externamente, ajudam a acalmar sintomas como, por exemplo, a comichão.
  • É verdade que os antibióticos comprometem a eficácia da pílula?
    Se o médico lhe receitou um antibiótico é essencial que o tome de forma adequada. Para tal, deve fazer o tratamento até ao fim (mesmo se se sentir melhor), nas doses e intervalos que o médico assim determinou. Se toma outros medicamentos, deve ainda estar alerta para alguns cuidados extra, pois os antibióticos podem interagir com certos medicamentos ou suplementos.